O governador Mauro Mendes (DEM) se irritou ao comentar sobre um grupo de pessoas que protestou contra ele na última quinta-feira (19), na visita à Cuiabá do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Durante o evento de entrega de maquinários agrícolas para uso dos povos indígenas, que contou com a presença de Bolsonaro, opositores do Chefe do Poder Executivo de Mato Grosso receberam Mendes com “xingamentos”.

Na manhã desta sexta-feira (20), Mauro Mendes participou da inauguração da duplicação da BR-364 no trecho entre Cuiabá e Rondonópolis (216 KM da Capital).Após o evento, o governador criticou de forma dura o episódio, dizendo que tratava-se apenas de um “grupo de 10 pessoas” que “protestavam” contra ele. Na manifestação, palavras de baixo calão foram utilizadas.

“Tinha lá dez pessoas identificadas, contratadas por uma determinada pessoa, que estavam lá fazendo aquilo ali. Políticos que armam isso, que ficam criando fake news, ‘postizinho’ para internet. Isso é muito pequeno, principalmente para mim, que estou muito focado nos grandes problemas e no Estado de Mato Grosso”, criticou Mauro Mendes.

Na sequência, questionado sobre a pessoa por trás do “protesto”, o governador não citou nomes, mas revelou se tratar de um “deputado do Estado de Mato Grosso”. Mauro Mendes também mandou uma “indireta” ao parlamentar, que segundo ele seria um “malandro”, autor de “fake news”.

“Tem muita gente desocupada, à toa. Malandro que fica mentindo, pensa bobagem, fala bobagem. Ou maldosamente, intencionalmente, todo dia você vê fake news sendo espalhada nas redes sociais”, esbravejou o governador.

ALMOÇO DA DISCÓRDIA

Chegou a circular nos bastidores da visita do presidente na última quinta-feira que Bolsonaro, após o evento de entrega dos maquinários agrícolas, “esnobou” um suposto “almoço”, oferecido pelo governador Mauro Mendes – e que também contaria com outros políticos.

O presidente Jair Bolsonaro realizou o seu “desjejum” na Associação dos Sargentos, Subtenentes, Oficiais Administrativos e Especialistas Ativos e Inativos da Polícia Militar de Mato Grosso (Assoade), em Cuiabá, na presença de policiais militares e membros do exército. Ao comentar o assunto, o governador Mauro Mendes sequer esperou o repórter concluir a pergunta sobre a “suposta esnobada”, e foi enfático ao dizer que não houve programação por parte do Governo do Estado.

“Quem falou desse almoço mentiu descaradamente. É lamentável que as pessoas fiquem espalhando mentiras. As redes sociais, algo tão bom, mas tem malandros que ficam espalhando fake news o tempo todo. Nunca existiu combinado nenhum da parte do Governo do Estado de Mato Grosso”.

VIAFolha Max
<< ANTERIOREma morre em incêndio florestal em Lucas do Rio Verde
PRÓXIMO >>Mauro Mendes pediu a Ciro Nogueira que Parque ecológico de Chapada seja do Governo do Estado