Presidente do BNDES debaterá expansão de ferrovia em Nova Mutum

Must read

Miguel Vaz garante extensão da Ferronorte até Lucas do Rio Verde

Produtores rurais de MT são destaque nacional por técnicas ambientais

Primeiro lote será usado para vacinar 32,5 mil pessoas em MT

Paulo Rabello – Presidente do BNDES

O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES), Paulo Rabello, participará, no próximo dia 23, do Fórum Ferrovias e a Integração dos Modais, que debaterá a expansão das ferrovias até Nova Mutum. “Receberemos grandes investidores em nossa cidade, iremos apresentar a viabilidade da ferrovia chegar até Nova Mutum e tenho certeza de que avançaremos na atração de mais investimentos para nossa região”, disse o prefeito Adriano Pivetta.

Atualmente, a malha ferroviária de Mato Grosso está parada em Rondonópolis (região Sul) e há projeto da expansão até Cuiabá. Um dos maiores problemas enfrentados pelos produtores é o alto custo de escoamento e as ferrovias trilhos são alternativas ágeis e com custos menores. Nova Mutum é cortada pela rodovia federal BR-163 e está no entroncamento das rodovias estaduais MT-235 e MT-249. A região compõe um polo com 18 municípios que juntos somam mais de 500 habitantes cuja produção de grãos é superior a 20 milhões de toneladas.

A expansão da Ferrovia Vicente Vuolo vem sendo discutida há vários meses. Em março, o assunto foi tema de um evento em Cuiabá porque a capital também está nos planos de expansão da ferrovia. A conclusão de projeto deve beneficiar 13 municípios e contribuir para atrair indústrias, reduzir custo do frete, gerar emprego e desenvolver a região economicamente.

O Fórum Pró-Ferrovia terá participação do presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres Jorge Bastos e outras lideranças importantes.

- Advertisement -spot_img

More articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Latest article

Miguel Vaz garante extensão da Ferronorte até Lucas do Rio Verde

Produtores rurais de MT são destaque nacional por técnicas ambientais

Primeiro lote será usado para vacinar 32,5 mil pessoas em MT